sexta-feira, junho 03, 2005

Gávea

Já devo ter dito isso. Sou repetitivo, não pela memória falha, mas pela falta de conteúdo. Aí acontece isso: reprise.

Mas, enfim, parafraseando Kafka (do pouco conteúdo que abrigo, boa parte é plágio): "tenho a sensação de ter cometido um erro fundamental na minha vida, mas não sei qual". E então, acontece essa busca, singrando noites, varando sonos, margeando sonhos e nasceres de sol.

Achei que era algo que havia perdido. De certa forma era. Mas ao invés da lacuna, descobri uma redoma. Do lado de fora, cobre um prado sob o crepúsculo que se estende até o horizonte na borda do mundo. Aqui dentro, eu.

3 Comments:

At 3:33 PM, Blogger Mariana Ferrari said...

Acho que vc conhece traduzir em palavras e metáforas difusas...os sentimentos mais íntimos do ser humano...vc ousa dizer!
Te admiro pra caraca! rs
beijão!

 
At 6:17 PM, Anonymous ana maria said...

Estou com saudades de ler novidades.deixa de lado a preguiça.bjos ana

 
At 3:14 PM, Anonymous ana maria said...

essa sensação de Kafka ,tambem tenho.Errei,e não sei quando nem como.pobre humanos que somos.Tão burros,tão cegos,que nem conseguimos ver que ao lado ,tem amor,carinho,abraço,palavras.pobre de quem acha que acertou sempre

 

Postar um comentário

<< Home