quinta-feira, maio 19, 2005

Cai o pano

É muito difícil permanecer lendo quando o ônibus quebra a esquerda no Iate Clube e em seguida mergulha à direita em direção à praia de Botafogo.

Baixam-se as mãos que levam o livro junto aos olhos, ergue-se a vista acompanhando o espelho d'água salpicado de naus e depara-se com as rochas que formam de maneira única e perfeita o Pão de Açúcar.

Pois esta manhã foi assim, com os olhos começando por varrer as pedras portuguesas, areia e mar. Mas eis que forte neblina corre cortina e cobre este símbolo que, de tão majestoso, mesmo em ausência, transforma itinerário cotidiano em deleite diário.

1 Comments:

At 1:43 PM, Anonymous gabi said...

nova vida, novo blog, textos infames!! rs adoro seus textos rodrigo..grande abr~ço e um excelente domingo.

 

Postar um comentário

<< Home